Posts in category

Uncategorized


Emicida, Barbara Gancia e o corporativismo da mídia branca

Read More

Tudo que está no campo do biológico, do natural, do anatômico, do genético parece que é algo imutável, já reparou? Das duas, uma: ou é algo de deus ou algo muito maior que você, o que dá quase na mesma. Quando vemos um pirú de 1 cm em um feto de 10 cm já começamos …

Depois que comecei a olhar o mundo de uma perspectiva, inicialmente de gênero e posteriormente de raça, classe e etnia percebi que trazer à consciência o funcionamento excludente da sociedade pode ser extremamente dolorido. O que iniciou com o desvelar dos discursos e atitudes machistas, hoje se mostra como um modo de pensar desconstrucionista. Isso …

Desde que se começou a polêmica moralista sobre o ensino da “ideologia” de gênero nas escolas, não pude deixar de sentir vergonha alheia. Quem estuda a linguagem, o discurso e a educação, como eu, sabe que o currículo escolar, os conteúdos ensinados, os livros didáticos e as provas padronizadas – como o ENEM – por …

A pós-modernidade é a experiência quase permanente de desejos, prazeres e realizações a serem perseguidos/as continuamente. Nas sociedades líquidas – como a nossa –, há uma desregulamentação de inúmeros lugares, antes normatizados pelo Estado, em favor de uma “individualização” contínua e cada vez mais latente, nos quais as pessoas devem tatear suas “liberdades” e traçar …

Nos últimos anos tenho percebido campanhas pró-LGBT, principalmente em vídeo, que trazem em si uma questão bastante delicada – sair do armário. Na primeira vez que entrei em contato com uma campanha dessas, estava na internet procurando conteúdo de auto-ajuda Eu tinha dezesseis anos, haviam se passado dois que fui arrancado do armário e as coisas …

Quem conhece a realidade da periferia sabe que o caminho da favela até o presidio é muito curto. A minha vivência como a de muitos negros periféricos já foi marcada pelo ferro do sistema carcerário, quando não em um parente preso, possivelmente no caso ou de um amigo de infância ou vizinho. Recentemente, soube de um …

A indústria televisiva não sabe lidar com o negro. Há muito se luta para que pudéssemos estar presentes nesse meio de maneira digna, que de inicio pintava pessoas brancas de tinta escura para representar personagens negras, ou seja, onde o preto não podia nem mesmo representar a si mesmo. Atualmente é possível perceber a presença de negras e negros na …

“Além de preto, é viado”:  a primeira vez que ouvi foi um choque. Um estrondo ecoado na minha sala de aula do ensino fundamental, por uma voz desconhecida ao mesmo tempo em que conversava com algumas amigas. “Além de preto, é viado!”. Eu ouvi e me virei para ouvir o que estavam falando de mim, sobre minha identidade. E …