Há alguns dias ouvi de duas mulheres diferentes a mesma expressão: “mulher de vila” (o equivalente à mulher de bairro ou de favela para quem não é da minha região) para falar de quando o esmalte da unha fica descascado e a raiz do cabelo pintada pela metade. O interessante é que essas duas mulheres …

0 39

Pessoalmente, gosto muito do título desse texto por que me remete à muitas lembranças. No Coletivo Feminista Atena que eu frequentava e está em fase de encerramento – por vários motivos que não vou entrar nesse texto – minhas parceiras de luta e eu usávamos esse lema no dia 8 de março. De fato, para …

0 39

O que  vem na minha cabeça quando penso em coletores menstruais? Liberdade! O maravilhoso e o assustador de se viver na Era das Redes Sociais é que muita coisa é viralizada: muita música, muita piada, muita informação. Legal. Ótimo. Isso tudo se torna muito útil se não só damos uns likes nos compartilhamentos e nos vídeos, mas …

0 40

Depois que comecei a olhar o mundo de uma perspectiva, inicialmente de gênero e posteriormente de raça, classe e etnia percebi que trazer à consciência o funcionamento excludente da sociedade pode ser extremamente dolorido. O que iniciou com o desvelar dos discursos e atitudes machistas, hoje se mostra como um modo de pensar desconstrucionista. Isso …

2 39

Desde que se começou a polêmica moralista sobre o ensino da “ideologia” de gênero nas escolas, não pude deixar de sentir vergonha alheia. Quem estuda a linguagem, o discurso e a educação, como eu, sabe que o currículo escolar, os conteúdos ensinados, os livros didáticos e as provas padronizadas – como o ENEM – por …

4 39

A pós-modernidade é a experiência quase permanente de desejos, prazeres e realizações a serem perseguidos/as continuamente. Nas sociedades líquidas – como a nossa –, há uma desregulamentação de inúmeros lugares, antes normatizados pelo Estado, em favor de uma “individualização” contínua e cada vez mais latente, nos quais as pessoas devem tatear suas “liberdades” e traçar …

0 39