REINALDO DISSE QUE NÃO É GUEI. VOCÊ ACREDITOU?


Dia de ontem um conhecido ator da Globo que se tornou referência em homossexualidade para gerações de brasileiros deu uma declaração dizendo que: “não se considera guei, e sim pansexual”. Reparem a situação.

Reinaldo quando faz compras no supermercado se parece um guei escolhendo produtos nas prateleiras. Reinado quando faz castelos de areia na praia também se parece com um guei fazendo castelos de areia na praia. E quando Reinaldo atravessa a rua é fácil perceber que foi um guei que atravessou a rua. Num raio de aproximadamente 15 km que se olhe para Reinaldo é possível notar que signos da sua linguagem correspondem ao que em dado momento passou-se a chamar de guei no Brasil.

Ora, se a situação é essa, por que Reinaldo então não é guei? Obviamente ninguém poderia acreditar que não é. O fato de que ele se relaciona sexualmente com pessoas de outros gêneros, a não ser gueis-cisgêneros, não vai lhe ‘salvar’ de parecer guei durante a festa de final de ano da empresa no meio da pista de dança, por exemplo. Tampouco ele vai poder usar sem preocupação aquela echarpe vermelha que adora. Ser guei, infelizmente para Reinaldo, não está apenas na questão do afeto a qual ele se dirigiu, mas principalmente em uma posição social com relação aos papéis de gênero que foram estabelecidos.

O homem não chora. Se chora, é guei. O homem não brinca de boneca. Se brinca, é guei. A mulher não senta de perna aberta. Se senta, é sapatona. A mulher não usa cabelo curto. Cabelo curto é coisa de sapatona. Essa é a cultura que cria essa população L, G, B, T e I.

Por isso também é que ainda me impressiona notar como no Grindr são 100% viados e 70% faz questão de escrever alguma coisa que afasta desse pertencimento. MACHO; CASADO; BI; SIGILO; FORA DO MEIO; VENDO QUAL É; BROTHERAGEM. Quem pensam que estão enganando? Serão os mesmos consumidores de ‘Reinaldo não é guei’?

Não se iludam com o canto do eufemismo. Amor, eu vou te dar uma dica de irmã para irmã. Um papo sincerão:

– VOCÊ pode se declarar inclusive o Aladdin, importar 10 mil novos conceitos americanizados para se descrever, não importa, porque enquanto pessoas com seu comportamento forem lidas como viados, e ainda existir essa violência sistemática contra os viados, você estará em risco, independente de como você se autoproclamar.

Reinaldo não é guei só porque em dado momento optou por ficar com rapazes. Aliás já era guei quando se destacava entre as outras crianças e era virgem. Era provavelmente guei até na forma de escrever uma cartinha de amor para namorada. E, se não cumpriu esses requisitos, ainda pareceria guei apenas por não vibrar com a pancadaria de uma partida de UFC na companhia de outros homens.

É uma pena que ator com tamanho potencial para ajudar a recuperação da autoestima de outros gueis, estigmatizados, porém menos cobertos pelo dinheiro e pela fama, preferiu não se irmanar de cabeça com a comunidade a qual pertence por medo de sofrer as mesmas consequências que a maioria dentro dela.

Desejo-lhe também cuidado nessa opção por seguir disputando espaço nesses ambientes adoecedores da masculidade tóxica. Menosprezar demais o que somos traz autodepreciação, baixa autoestima, depressão acima da média, e índices anormais até de suicídio. A tática de tentar parecer natural entre os algozes já produziu muitos tipos de ‘flagras’ traumáticos por aí.

– Caro Reinaldo, se você quiser passar dessa vergonha, dessa atual falta de identificação com toda carga pejorativa que envolve ser GUEI no Brasil, para sentir orgulhoso de si mesmo, conte conosco. Você vai perceber que de cabeça erguida, em vez das portas se fecharem pra você, como pode ser o seu medo agora, você é quem vai abrir muitas novas possibilidades na sua vida. Orgulhe-se, bicha! É a melhor opção!

Previous Top Choices Of Ukraine Woman With regards to Marriage
Next ‘Sementes: mulheres pretas no poder’, um filme sobre as sobreviventes da política do ou/ou

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *