Curiosidades (gays) Brasileiras


Como a internet é mesmo uma coisa MUITO maravilhosa, pessoas e opiniões do mundo todo estão à distância de um clique, ainda que seja preciso garimpar entre fotos de animais para adoção, piadas sem graça e comentários sobre o PT. Agora, baseado no delicioso post do francês Olivier Teboul com suas impressões sobre o Brasil, listarei algumas excentricidades desse nosso “ser bicha” nacional. Afinal, o item 4 do texto do Olivier já falava da gente:

Aqui no Brasil tudo é gay (ou ‘viado’). Beber chá: é gay. Pedir uma Coca Zero: é gay. Jogar vôlei: é gay. Beber vinho: é gay. Não gostar de futebol: é gay. Ser francês: é gay, ser gaúcho: gay, ser mineiro: gay. Prestar atenção em como se vestir: é gay. Não falar que algo é gay : também é gay.

Como ele, esclareço que essas são apenas generalizações bem-humoradas. Algumas observações, às vezes um pouco exageradas, sobre “o gay” do Brasil. Nada sério (demais).

1. Gay no Brasil é homossexual pra família e gay pras migas. Pro resto, é tudo viado mesmo;
2. Gay no Brasil chama a Madonna de múmia, a Gaga de Xerox, a Christina de flop, a Adele de gorda e a Britney de muda. Se mata pra não perder o show de uma sequer, que #DivaWars é nossa religião;
3. Gay no Brasil ficava jogando queimada com as meninas, que futebol ninguém merece!
4. Gay no Brasil demora muito tempo lavando as mãos no vestiário…
5. Gay no Brasil adora dizer que “nunca fez isso antes” ou que “tem muito tempo que não faz” que é “muito apertado” ou que “é só porque você é especial”, não importa o que esteja fazendo;
6. Gay no Brasil é super politizado e luta por seus direitos, mas acha que travestis são repulsivas, que transexuais são problemáticos, que bissexuais estão se iludindo e que as pintosas são a “vergonha do movimento”;
7. Gay no Brasil acha que é muita viadagem usar maquiagem nos olhos, mas sair com a cara cheia de base é belezera;
8. No Brasil Gay, “Discreto” quer dizer “interpretando masculinidade”, “100% Ativo” quer dizer “tá vendo como eu sou homem mesmo?”, “Ativo” quer dizer “coé, brow, firmeza?”, “Ativo Liberal” quer dizer “se o cunete for bom, rola”, “Passivo” quer dizer “Passivo” e “Versátil” quer dizer topo tudo”;
9. Gay no Brasil viaja para São Paulo como se fosse pra Nova York e pra Buenos Aires como se fosse pra Paris;
10. Gay no Brasil fica em pé na praia pra mostrar a sunga de marca;
11. Gay no Brasil coloca foto malhando no Instagram, todo inchado, flexionado e lindo, com legendas do tipo #Treino #NoPainNoGainNoTNoShade #Flawless #Puxadoo!
12. Gay no Brasil se enche de cachaça antes da boate e depois fica horas lá dentro, circulando com o mesmo drink colorido. Ainda dize coisas do tipo “só tomei esse e fiquei locooooona!”
13. Gay no Brasil diz que ama a Björk e odeia a Anitta, mas sabe todas as coreografias e se joga.
14. Gay no Brasil sempre acha que vai “converter” o amigo hétero se ele beber demais ou fumar um. Muitas vezes, consegue;
15. Gay no Brasil adora frases da Clarice Lispector, mesmo as que ela nunca disse;
16. Gay no Brasil fala cazamiga como se estivesse no clipe da Britney e com os boy como se estivesse na final do UFC;
17. Gay no Brasil diz “Oi, blz?” querendo dizer “Posso chupar?”, “Tô de bob” querendo dizer “Real já”, “Pintou um imprevisto” querendo dizer “Arrumei melhor” e “Gosto é de homem” querendo dizer “se tiver picão, tô dentro”;
18. Gay no Brasil reclama que ninguém quer nada sério, mas só procura “conhecer pessoas” no Grindr;
19. Gay no Brasil não curte negro, não curte afeminado, não curte gordo… Mas ó, tudo “questão de gosto” que por uma incrível coincidência é igualzinho ao padrão vendido pela mídia. E claro, todos curtem necão odara. Com necão, nada mais importar;
20. Gays no Brasil frequentemente começam as frases em português e terminam in english. Os mais finos, en français!
21. Marco Feliciano não representa os gays do Brasil;
22. Gays no Brasil adoram camisas quadriculadas. Da boate ao cinema cult, tudo parece festa junina;
23. Gays no Brasil fazem carão até às 04:00 da manhã. Depois, salve-se quem puder!
24. Gays no Brasil, quando crianças, fingiam não gostar quando suas irmãs os “obrigavam” a brincar de Barbie;
25. Gay no Brasil tem muitas opções de carreira: Cabeleireiro, maquiador, estilista, decorador, vitrinista, carnavalesco, ator, bailarino, promoter, DJ, blogueiro, vlogger…
26. Gay no Brasil adora criar personagem para blog ou página “da Depressão”;
27. Gay no Brasil diz que conhece musicais por causa de Glee;
28. Gay no Brasil não tem tempo para nada. De dia tá na praia, de tarde na academia, de noite na boate;
29. #Gay #No #Brasil #Abusa #Do #Direito #De #Usar #Hashtag
30. Gay no Brasil adora novelas mexicanas vintage. Y a mucha honra!
31. Gay no Brasil não morre, vira purpurina. #old
32. Gay no Brasil faz “colar” encostando a mão no peito quando fala de si;
33. Gay no Brasil tem milhares de fotos “aleatórias” sem camisa;
34. Também adoram tirar foto fazendo careta no espelho;
35. iPhone branco;
36. Gay no Brasil estuda a coreografia da Beyoncé e o “quadradinho de 8” como se fossem matéria de prova de final do ano;
37. Lua de Cristal;
38. Gays no Brasil expressam o tom bicha na escrita alongando palavras, separando as sílabas, usando caixa alta e abreviações: Geeeeeeeeeente, tô MOR-TI-FI-CA-DA, bjs não me liga!
39. Gays no Brasil se apropriam de termos ofensivos como “viado” e “bicha” para fazer ironia, exorcizando a negatividade deles. 😉
40. Gay malha bunda, ao invés de cismar apenas com o braço e ficar parecendo um funil;
41. Gay no Brasil não se articula politicamente, mas vai pra Parada Gay porque vai ter homem e trio elétrico. Depois, vai criticar na internet dizendo que tudo virou putaria e perdeu o sentido, cuspindo (ou engolindo) no prato em que acabou de ser comido.
42. Gay no Brasil trata cantora feito time de futebol. Vilã de novela também. Alguns usam até camisa;
43. Gay no Brasil tem que criar “igrejas inclusivas”, porque infelizmente não está dando para conciliar a fé com o que tem sido pregado por aí;
44. Gay no Brasil compra roupa na sessão infantil porque o tamanho P não é justo o suficiente;
45. Gay no Brasil indica a “foda-boa” pros amigos depois que não quer mais;
46. Gay no Brasil diz que “isso é coisa de viado”, sem perceber que colocar a homossexualidade como causa de algo ruim é homofobia.
47. Gay no Brasil mundo trai, sem pensar que discutir formatos não convencionais de relacionamento poderia ser mais útil;
48. Gay no Brasil está destruindo a tradicional família brasileira com selinhos de novela – SQN;
49. Gay no Brasil mundo não pode ver um canto mais escuro na festa que improvisa um dark room. Gays will be gays!
50. Gay desempregado é artista e está desenvolvendo uns projetos;
51. Being an English Teacher is very, VERY gay in Brazil;
52. Gay no Brasil coloca pomada nos cabelos, que atualmente se concentram apenas no topo da cabeça, com as laterais raspadas;
53. Gay no Brasil adora colecionar. Cartão postal publicitário, boneca, camisinha exótica, homem, inimigas, corações partidos, tretas do Facebook… às vezes tudo isso junto!
54. Gay no Brasil é normativo. Passivos se depilam, ativos deixam a barba crescer. Aham…
55. Gay no Brasil é sempre ÃO. Ativão, passivão, putão, bundão, pauzão…
56. Na família Gil, gays brasileiros adoram a Preta, e gongam a Bela.
57. Gays do mundo todo não aguentam mais ouvir falar de RuPaul’s Drag Race;
58. No mesmo tópico, agora qualquer um de peruca e apelido exótico é drag perfomer na balada;
59. Gay no Brasil curtia Cavaleiros do Zodíaco, mas idolatra Sailor Moon;
60. Gay no Brasil mundo usa cuspe quando não tem KY. Rola até fetiche;
61. Gay no Brasil escolhe frases pseudo cult para o perfil do app;
62. Para todo gay brasileiro que se preze, Valesca Popozuda é uma filósofa;
63. Gay no Brasil sempre se choca quando sai do armário e vê que todo mundo já sabia;
64. Gay no Brasil faz resgate cultural. Redescobrimos os anos 80, a Gretchen, os vídeos do Xou da Xuxa, a iconografia da Kátia cega, e jamais esqueceremos do Rouge e das Spice Girls!!
65. Gay no Brasil gosta de se dividir e hierarquizar. Tem desde “Homem que faz sexo com homem” até “bicha”; passando por G0y, gay, viado, biba, bee, mona, mana, boiola, pão com ovo, Barbie, poc poc… Que mania de rotular mil vezes a mesma coisa, não?

Bem, nada disso se aplica a todos. Não existe uma “experiência única da homossexualidade” para colar essa comunidade. O que existe são filhos, pais, irmãos, genros, colegas, amigos… Todos por aí, em todos os lugares, buscando uma unidade pelo menos entre paz e espírito. Todos diferentes, como as cores do arco-íris.

Permita-se. Seja Livre. Seja fabuloso.

Leia Dando Pinta todas as quartas aqui em Os Entendidos e não esqueça de curtir a nossa página.

Previous Além de Nárnia, o nosso abraço...
Next Um viva aos Héteros-passivos!

107 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *